quarta-feira, abril 23

Fight club

Eu: Onde vais?
Ela: À reunião do condomínio
Eu: Não há pachorra...
Ela: Olha se todos pensassem como tu (relambório, relambório, relambório). Temos obrigações comunitárias (pata-ti, pata-ti, pata-ta). Temos o nosso papel construtivo na sociedade (bla, bla, bla, bla). Ninguem te obriga a ir (lérias, lérias, lérias)
Eu: Mas já não houve uma na semana passada?
Ela: Sim!
Eu: Então para que é que há outra hoje?
Ela: Detectaram um rombo nas contas e agora vão pedir troco às três tipas da administração, que se arriscam seriamente a ser linchadas pelos inquilinos do 4º B, que fizeram panelinha com os do 6º A, os mesmos que foram corridos há três anos da gerência do prédio ainda não se sabe muito bem porquê e que, muito provavelmente, hoje vão meter a boca no trombone e o punho nas ventas das três tipas, que, por sua vez, não sabem explicar o que fizeram ao dinheiro, o que desde logo implica que alguem se responsabilize e meta a cabeça no cepo, porque há gente doidinha para lhes fazer a folha, situação que promete muita trolha e roupa suja, como as cuecas que foram encontrar no hall de entrada que se desconfia serem do vizinho que andava a pinocar uma administradora que lhe perdoou três meses de condomínio... Onde é que vais?
Eu: Buscar o casaco e cumprir o meu dever cívico

3 comentários:

anarquista disse...

LOLOL

Também gostava de ir...

Avelã disse...

fodasss nao podes levar mais ninguem? deve ser tao divertido

flower power disse...

e melhor que tudo é que não se paga bilhete!!!