sexta-feira, setembro 28

quarta-feira, setembro 26

Dupla maravilha

Eu, inquirindo logo de manhãzinha junto da Maria:
- Então, gostaste do concerto?
- Adorei
- O quê??
- Foi lindo
- Eh pá, não se ouve nadinha
- Fiquei a-fó-ni-ca!!
- Foi do frio?
- Do frio, da gritaria e do fumo
- Algum incêndio?
- Não, plantações de charros
- É por isso que estás assim enviozada?
- Não... estou rebentada das costas
- E a tua irmã, gostou?
- Acordou com a mão toda negra
- Então? Engalfinhou-se com alguém?
- Não... foi das palmas
(conceito de lazer entrevadinho)

Dinheiro fresco

Tive conhecimento de uma iniciativa recente da agremiação do Alda Prestigio, uma honrada equipa de andebol feminino que atravessa uma crise financeira sem precedentes. Num acto de desespero, e temendo pelo prato de sopa ao final do dia, as atletas espanholas desnudaram-se em pleno balneário e venderam o exclusivo à revista Interviu. Da minha parte, deixo aqui o meu gracioso contributo para alertar as autoridades competentes. Apelo que assobiem para o lado e permitam que a crise se multiplique descontroladamente por toda a actividade desportiva feminina, em particular o voleibol de praia e o pólo aquático

terça-feira, setembro 25

Caudas das rainhas

Enquanto por cá vamos esgotando a paciência com estudos de popularidade a ministros e líderes partidários, os britânicos promovem iniciativas mais focalizadas e ligeiras. Apostadores compulsivos, os súbditos de Isabel II escolhem anualmente a portadora do melhor traseiro. Em 2006, o galardão foi afixado nas nádegas de Javine Hylton (à vossa esquerda), uma british popstar caída em desgraça, assim do género da nossa Floribela. Em 2007, a reputada inquirição proporcionou a maior surpresa de 31 anos de história. A comunidade de votantes elegeu os glúteos de uma meteorologista a caminho do meio século de existência. Sian Lloyd (à vossa direita), acostumada a afixar por todo o território britânico cartões de velcro com nuvens cinzentas, foi a colorida campeã do presente ano, para espanto de um esmagador rol de candidatas com metade da idade. E já que o tema serve de pretexto, podemos testemunhar, ao centro da imagem, Lucy Clarkson, uma das modelos que ofereceu o corpo para pixelar a heroína dos video-jogos Lara Croft, a recorrer ao porte nadegueiro para endereçar uma mensagem encupritada a Jodie Jordan, provavelmente uma desafiante no cupetitivo cucurso

segunda-feira, setembro 24

Dá deus nozes...

A leitura deste fim-de-semana ofereceu-me uma entrevista de fundo do Expresso a Teresa Caeiro. A antiga partner do Executivo santanista mostra-se em poses despudoradas de geisha e investida a desmistificar os preconceitos machistas sobre a sua pessoa. Queixa-se de discriminação por pertencer ao género feminino (absolutamente incompreensível), exercer advocacia (também não se aceita), gostar da actividade política (agora já está a pedi-las) e ser de direita (cada um com a sua cruz). Convive bem com os piropos (gira, gira!) mas revolta-se com as estampas redutoras à sua existência. Teté esclarece que não é coquete, mas queque, embora conheça, e passo a citar "todos os camionistas das estações de serviço de Leiria a Lisboa" (valente!!). Mais a sério, e em absoluto exclusivo, lamenta, num pranto de soluços, que lhe chamem adereço de Paulo Portas (minha amiga, tenho a convicção que, caso servisse de bibelot ao político youtube, estaria arrumadinha numa prateleira a apanhar poeira de ganhar sarna)

sexta-feira, setembro 21

Trans-torno

Há um par de dias, um amigo desabafava-me, desconsolado, que estava inclinado a romper com o, ainda verde, relacionamento. Apreciava os mimos, a bagagem intelectual e as formas da rapariga. O problema foi o desconforto que se lhe acometeu quando a jovem confessou a atracção pelo seu (dele) lado feminino. Sentia-se desconfortável e não podia conviver com a ideia que a namorada se tentava pela sua alegada faceta cor-de-rosinha. Sorri descomprometidamente e confortei-o com duas palmadas no ombro. Fixei um ponto no horizonte, apontei ao infinito, como se do passado se tratasse, e recordei-lhe que, apesar de ter frequentado um colégio de nome Carochinha, um externato Rouxinol e de me lambuzar com couvezinhas de Bruxelas, nunca se me abalou a estrutura da masculinidade

quinta-feira, setembro 20

Chicken!!

- Ora bom dia Fogacho! Vem buscar o DVD do fim-de-semana?
- Sim... sim, o DVD...
- Vai ser mais alguma coisa?
- Uh!... É... vai ser sim... vou levar a Bola
- Pronto... são oito...
- Espere... espere...
- Sim?
- Ainda vou levar... vou levar... aquelas canetas de feltro
- Mais alguma coisa?
- É... é mais... é mais...
- ...
- É mais... aquele estojo da Kitty
- E...?
- E pode ser... pode ser... a mochila... a mochila da Kitty
- É tudo?
- Arranje-me... arranje-me...
- ...
- Aquelas réguas... arranje-me aquelas réguas
- Mas a menina vai já para a primária?
- Nããã... só daqui a três anos... mas fica já despachada com o material
...
(Epá, não consigo... não tenho coragem! A dona da papelaria conhece a minha Maria, a irmã dela, o marido da irmã dela e o Noriega)

quarta-feira, setembro 19

Betão tramados

O novo código do processo penal tem originado celeuma entre os magistrados, mas o debate público está a nebular-se com insignificantes lacunas técnicas. Aceito o queixume dos juristas por terem sido desconsiderados pelos políticos. É certo que os filantropos deputados abusaram da benevolência ao esvaziarem as preventivas. Está bem que um punhado insignificante de violadores e assaltantes voltou a cirandar junto a transeuntes comuns. Mas que me lembre, só a publicação de referência 24 Horas teve o mérito de denunciar uma particularidade que revolucionará a construção civil. Ora se piropos no espaço público passam a ser punidos com cadeia, quem é que se encarregará de erigir novas infra-estruturas com todos os operários no chilindró?

terça-feira, setembro 18

E não me sai o euromilhões

Ambicionava ser constituído por uma coluna de borracha. Sempre retirava maiores proventos. Mas, pensando melhor, antes vergar a mola que conspurcar a tola

segunda-feira, setembro 17

Extreme makeover

A minha Maria aprecia os Ala dos Namorados. Eu respeito, mas faz-me espécie o Nuno Guerreiro. Reconheço que é errado elaborarmos este tipo de juízos, mas é mais forte que eu. Nunca me pareceu bem. Provoca-me mesmo alguma repulsa. Não consigo, por exemplo, estar a confraternizar com uma pessoa destas e abstrair-me. Aquilo está sempre a corroer-me a compostura. Dá-me agonias. Acho que as pessoas com essas características peculiares deviam resguardar-se. Ou então sujeitarem-se a uma circurgia correctiva. Agora ter aquela avenida entre os incisivos centrais?? Aquilo é uma catapulta de perdigotos

sexta-feira, setembro 14

Corridinho

Amanhã, pela hora de almoço, um agrupamento de advogados, arquitectos e um ou dois estivadores mede forças com um colegiado de bisontes enlutados. Dizem os especialistas que os All Blacks, nickname dos armários neo-zelandeses, vão espremer os pobres Lobos, nickname dos subnutridos portugueses. Vamos apanhar muita pantufada. Serão quase 100 pontos, no marcador e nos costados dos nossos amadores. Vamos a eles, forcados. Não haka medos!

quinta-feira, setembro 13

Tezenis?!?!

- Já reparaste nos novos outdoors?
- Sim... têm uma pantera com duas maminhas arrebitadas
- Mas aquilo publicita o quê?
- Eh pá... a mim suscita-me duas leituras...
- Quais são?
- Uma são sapatilhas...
- E a outra... e a outra??
- O novo viagra!

quarta-feira, setembro 12

Trovonada

Há noites que somos pais das nossas filhas e pais das nossas mulheres

terça-feira, setembro 11

segunda-feira, setembro 10

Breaking the habit

Tertúlia entre progenitores de rebentos entre a faixa etária dos 3/4 anos, salivando alarvemente:
Pai 1: O meu já dá uma pastilha tão forte na bola que no outro dia tive de passar irudóide nas mãos
Pai 2: A minha já me passa o pano pelas prateleiras para desafogar a poeirada
Pai 3: O meu, no outro dia, contou até 20 quando fazia as contas aos créditos... com o hábito chega rapidamente aos 600
Pai 4: A minha já dá a cambalhota, faz a roda e mais um mês completa o flic-flac
Pai 5: A minha já canta Linkin Park!!
...
Minha rica Cice, que até chorei de incontido orgulho

sexta-feira, setembro 7

Fenómeno capilar

Uma pessoa tem alguns cuidados com a aparência. Claro que tem. E isso não quer dizer que um banhinho por dia nos categorize na estratosfera pindérica da metrosexualidade. E perfume? Sim, duas ou três baforadas no spray para dar um cheirinho. E gel, também. Tenho uma melena mais sinuosa que os mares do pacífico em tumultuosas intempéries. Mas é preciso verbalizar lirismos que associem teimosamente o amor com a dor, de te ter para logo depois te perder, para lotar um Pavilhão Atlântico com milhares de rebarbadas? O que terá de tão sexy um capachinho?
...
Nota: a imagem em anexo servia para ilustrar o Guilty Pleasure da Maria, mas reconsiderei e entendi que não devia devassar a intimidade da minha patroa

quinta-feira, setembro 6

Do Tozé ao super Borg

Sempre nutri admiração por músicos. Vergo-me à capacidade de transformar pautas encriptadas em melodias para deleite dos ouvidos. Continuo afixado à convicção que a música é espaço de génios. Nesta categoria, lembro-me, assim, de rasgo, do Tozé Brito, mago no domínio de um bom punhado de instrumentos e compositor de hits que monopolizaram as play-lists entre as décadas de 70 e 80. Mas o Tozé-ícone-da-música-ligeira-portuguesa tem associado à fama que granjeou, agora compactada em compilação à venda nos estabelecimentos comerciais, a farfalhuda sobrancelha. O denso sobrolho capilar transbordou fronteiras, atravessou o Atlântico e arrebatou Jim Henson, que terá decalcado a fronte do Tozé para compor as pelosidades do Animal, também da área musical, mas especialista na percussão. Na Europa, apenas um tenista sueco se encantou pelo cerrado capim das vistas do Tozé. À falta de argumentos capilares, Bjorn Borg desenrascou uma banda em tecido turco e registou a patente

quarta-feira, setembro 5

terça-feira, setembro 4

Águas da Petra

Depois do jantar
- Matriosca:
What is that?
- Fogacho:
It's a kind of a natural sparkling water
- Matriosca:
Natural?
- Fogacho:
Yes. It borns like that!
- Matriosca: Uau... great slogan... You must try advertising
- Fogacho:
Nice of you to say...
- Matriosca: But never forget one thing in that business...
- Fogacho: What?
- Matriosca: The naked woman
...
Et voila:

segunda-feira, setembro 3

El duron

- Senhor presidente, senhor presidente... qual o seu comentário sobre os financiamentos ilegais da Somague ao PSD, aquando da sua presidência do partido?
É com desmedida honra que lidero os destinos da Europa. Alguns mal-formados chamam-me marioneta dos ingleses e, por consequência, dos norte-americanos...
- Mas... e a Somague senhor presidente?
Na União Europeia dos 27 há uma só voz, que por acaso é a minha. Ando em terapia da fala para ver se apuro de vez estes agudos
- E a questão dos financiamentos ao PSD?
Ainda estou a tentar perceber por que raio o Real Madrid me escolheu para sócio honorário, mas desconfio que me contrataram só depois de minunciosas observações vídeo.
- Não vai responder?
Quero deixar aqui uma mensagem de incentivo aos meus primos João, Vasco e Gonçalo Uva... tenho uma grande fezada que vão perder por menos de 200 com a Nova Zelândia
...
Rodapé: perguntas fictícias sobre foras-de-jogo a um gajo que avia penalties