terça-feira, junho 3

Folhear Hoje Maio

Tara, minha querida Tara. Guardarei a estima que mereces, mas esgotou-se-nos o tempo. Galgámos uma etapa da vida, num ano que se esvazia em cadência desgovernada e alucinante. Envelhecemos juntos este mês que passou, diluído numa vida acelerada. Esgotámo-nos. Esconstámos à berma na caminhada de Maio. As nossas dualidades prazenteiras calcinaram no carburante de uma vida que não pára. Fica, por isso, ciente que se acabou. Tal como já disse à Catarina Gouveia (Janeiro), Ana Ferreira (Fevereiro), Carmen Electra (Março) e Mariana Monteiro (Abril), é tempo de virar a página e enfrentar o Junho que já corre, com a Sara Kostov.

2 comentários:

Avelã disse...

EHEHEEH MARADO

Florença disse...

Não me digas que tinhas pendurado na cozinha :D