terça-feira, fevereiro 17

Juro que vos cobro três casas

"De acordo com o Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (e sorvidas até à medula dos ossos do respectivos ofícios, acrescento eu), declara-se para os devidos efeitos que no ano de 2008 foram pagos por Dona Maria e Senhor Fogacho 646,44 euros de amortizações e 6.276,77 euros de juros". Eu explico para quem não domina, como eu, a ciência matemática (aplicando a simples regra de três simples). A instituição bancária que desinteressadamente me financiou a aquisição do imóvel, aliviou-me no ano transacto de 0,5 por cento do total da dívida, ao mesmo tempo que afiambrou 5 por cento de mais-valias sobre o valor original disponibilizado. O que me valem são as novas deduções Robin dos Bosques, que me restituirão, lá para meados do ano em curso, uma parcela significativa do montante capitalizado pela filantropa fundação que (praticamente) me doou o tecto

1 comentário:

Cheese Maker disse...

ah pois é....

viva o capitalismo, meu filho!