terça-feira, outubro 9

Mata-neuras!

- Fogas: Estou com a neura das segundas-feiras
- Piriquita: Então, o que se passa?
- Fogas: Não me apetece fazer nestum... nem cerelac
- Piriquita: Bem que marchava agora uma cerelac
- Fogas: Quando era miudo mamava cerelac com torradas
- Piriquita: Com torradas??? Isso é mesmo à bucha... mas também não posso falar muito... eu fazia pizzas com cola cao
- Fogas: ... (emudecendo de espanto)
- Piriquita: E fazia uma cena bastante pior...
- Fogas: Conta, conta!!! (rejuvenescendo de curiosidade)
- Piriquita: Agarrava num pacote de bolachas maria, levantava o tampo de sanita, punha as bolachas de molho e comia-as
- Fogas: ... (contendo as náuseas)
- Piriquita: Um nojo...
- Fogas: Olha, eu comia cabeças de fósforos
- Piriquita: Fósforos??? Se te acendem o rastilho ainda és capaz de arder
- Fogas: Daí o fogacho!
(cada um com as suas origens)

2 comentários:

Florença disse...

Eu comia bacalhaus inteiros em sal. A minha mãe tinha que os esconder no sótão para eu não dar com o petisco ;)

carla disse...

e eu partia os bicos dos lápis de cor e depois mastigava-os juntamente com as pastilhas para lhes dar cor! giro não é?
aliás, este vício acompanhou mta infância, que já me dispus a averiguar!

e as azedas arrancadas do campo para chuparmos os pezinhos!

bem a nossa geração é uma sobrevivente :D