sexta-feira, abril 17

Trapos

Sr. Dr António Costa, distinto líder edil do município lisboeta. Conduzo a minha filha até ao estabelecimento de educação que a forma faz cerca de quatro anos. Nesse período, e nos trajectos matinais, apenas me penetencio pelo palavreado de média obscenidade que se escapa a cada imprudência dos condutores pategos. De resto, cuido pela compostura, torcendo para que a criança não repita os meus desafogos junto das tutoras da instituição de cariz religioso. Endereço-lhe, Sr, Dr. António Costa, esta preocupada missiva com o intuito de lhe requerer respostas adequadas aos anseios prematuros e desajustados da menina. Por responsabilidade do município que dirige foi afixado um outdoor colossal às portas do colégio da Cice, promovendo indumentária de cariz íntimo. Diga-me, Sr. Dr. António Costa: face à perfeição irrefutável impressa no cartaz publicitário, que argumentos me desenrasca para contestar os impulsos caprichosos da minha filha em adquirir "um paninho para as maminhas"?

2 comentários:

Cheese Maker disse...

"Oh Eva, Oh Eva!"


:D


aguenta e n chora!

flower power disse...

puritano!