quarta-feira, junho 27

Arcanjo estivador

Tenho gratas memórias do falecido Manuel Bento. Pequenino, franzino, de farta caracoleta e bigode farfalhudo. Além de dono da baliza do Benfica, Bento era também a cópia fiel do meu anjo da guarda. Aparecia com frequência nas minhas sestas. Não dizia nada, mas ficava ali a olhar-me. No dia em que contei isto à minha mãe, o sangue drenou-se-lhe para as extremidades capilares e a mulher ficou mais pálida que a cal das fachadas alentejanas. A partir daí, foi muito complicado convence-la a ficar sozinha em casa comigo. Quando me assaltavam as saudades do anjo Bento, vou chamar-lhe assim, corria para o quadro pregado na sala da minha tia e lá o reencontrava na cabina do barco, como podem testemunhar pelo vulto que nitidamente dali transparece. Há dois séculos atrás, o Bento exercia no ramo da estiva madeireira. Foi esmagado por um tronco centenário e encontrou a paz de finados acompanhando-me nos repousos diários. Com o amadurecimento da minha vivência, o Bento foi-se desleixando, até ao dia em que não mais deu sinal, para descanso da minha mãe, que ainda hoje me pergunta, a gaguejar, se voltei a ver o fantasma

3 comentários:

Joana disse...

AHHHH O Saudoso Bento Fantasma....

Sabes o pq dessas aparições? Pq n dizias as tuas orações divinas, sempre foste um rapazola pouco católico...e dái Bento Fantasma olhava para ti com verdadeiro desdém, como punição!

Cá p mim continuas a lucrar com as visitas do Bento Fantasma, mas n o confessas a ninguem com medo de represálias ou c medo q te voltem a deixar sozinho em casa....


QQ dia leio aqui qq coisa sobre os exorcismos a q fomos sujeitos... tenho medo de ti.... chiça!


in http://pt.wikipedia.org/wiki


(...)O termo exorcismo (do grego exorkismós, "ato de fazer jurar", pelo latim exorcismu) designa o ritual executado por uma pessoa devidamente autorizada para expulsar espíritos malignos (ou demónios) de outra pessoa que se encontre num estado considerado de possessão demoníaca. Pode também designar o acto de expulsar demónios por intermédio de rezas e esconjuros (imprecações). Não se refere a casos de demoniomania, isto é, de um estado mórbido mental em que o doente se julga possesso pelo Demónio, ou por dois ou mais demónios.(...)

Anónimo disse...

Olha o meu quadro!
TL

Anónimo disse...

I see death people!fizeste-me lembrar o haley...sabes o que e isso?!falta de leitura da Biblia...ah pois e...

beijito
inês ( a da Biblia!lol)