terça-feira, julho 3

Rosados desenvergonhados

Ricardo Araújo Pereira, arguido em processo judicial cível interposto por um presidente desportivo da região do Douro, denfendeu publicamente as novas tonalidades da indumentária alternativa do Glorioso. Em meritório esclarecimento público, o gato confidenciou que o novo equipamento da maior colectividade do Mundo coincide com a matiz das trusses que lhe acomodam diariamente as intimidades. Oficializada a descomplexada escolha do clube da Luz, adivinho a subversão de alguns conceitos que nos regem o preenchimento dos formulários de caracterização do próximo. O ciclismo antecipou-se na sacudidela dos preconceitos quando escolheu o listado arco-is para estampar o dorso dos campeões do Mundo, corajosos pedaladores forrados a justinhos fatos de lycra. Agora é o futebol a adoptar tonalidades mais arejadas. No caso do Benfica, o rosa deixa o meio dos fernicoques e passa a estar associado à virilidade de um conjunto de guerreiros que esmaga qualquer adversário sem misericórdia. Temo pela auto-estima dos nossos futuros adversários...

2 comentários:

Florença disse...

O equipamento desportivo favorece-te. LOL

carla disse...

e para estar à altura, ouvi dizer que agora o hino do iarque glorioso, vai mudar de "papoilas saltitantes" para "malucas saltitonas"

suas doidas :D