terça-feira, janeiro 22

Que juiza Tabbela

A criatura esparramada sobre o tampo verde aveludado de uma mesa de bilhar, como se pode atestar pelas bolas que se propagam na imagem, é pessoa de responsabilidades desportivas de projecção planetária. Michaela Tabb, que na mesma imagem parece atrair-nos para uma bisca, é árbitro internacional de snooker e acaba de ajuizar um torneio em Londres que premiou o vencedor com um cheque de valor superior a 200.000 euros. Ao longo de mais de duas horas e meia de aguerrida final, as tacadas dos dois compitas, dos quais não me recordam os nomes, eram intervaladas pelas acertadas intervenções de Michalea. Para gáudio das audiências, a juiza esfoliava as esferas de marfim com o encanto de uma fricção branda mas assertiva, devolvendo-lhes a imaculada centelha de um objecto sem atritos. Até este último domingo, o snooker dava-me sono

2 comentários:

Florença disse...

Não há nada melhor do que ver uma moça no meio das bolas para dar ânimo à sonolência de alguns machos ;)

tiago f. disse...

duas a três vezes por dia venho aqui mirar esta foto.
Há aqui um tudo ou nada de fetiche que me está a destruir o mundo real :)