quarta-feira, novembro 28

Paquê?

Há episódios que me conduzem ao conformismo da minha matéria brejeira. Posso mesmo ser rasteiro ao ponto de quase desfalecer de tanto gargalhar com coisa nenhuma. Nesta pública assunção, Paco Bandeira é, sem culpa formada, a origem da chalaça que me desfez em riso incontinente, que quase me carregava ao prematuro descanso eterno. Com a ressalva, para os mais sensíveis, da delicadeza dos termos, não resisto a partilhar a piada que me agonizou quase à asfixia. Perguntava-me o meu amigo refugiado belga se conhecia a origem do nome do Paco Bandeira. Deconhecia absolutamente! Ora a explicação para a toponímia deriva do parentesco do cantor. Como o pai se chamava João Ninha e a mãe Maria Naça, ficou Paco Bandeira!

4 comentários:

Anónimo disse...

sempre era melhor o apelido da mae!sempre da ideia de grandeza!LOL

beijos
juli (mente preversa)

Florença disse...

Tem tudo a ver :D

trincadeira disse...

Pois eu cá, não desfazendo da honestidade da santa mãe do cantor, acho que só mesmo ela poderá saber se o nome do pai do seu rebento era mesmo João Naça...

trincadeira disse...

aiii, quer dizer, João Ninha, que raio de nome tb