domingo, maio 28

Olhó que chove

O mundo estava em chamas e ninguém podia salvar-me, excepto tu
É estranho o que o desejo faz aos patetas
Nunca sonhei encontrar alguém como tu
E nunca sonhei conhecer alguém como tu

Não, não quero apaixonar-me (este mundo vai partir-te o coração)
Não, não quero apaixonar-me (este mundo vai partir-te o coração)
Por ti. Por ti (este mundo vai partir-te o coração)

Que jogo perverso para jogar, para me fazer sentir assim
Que coisa perversa, deixar-me sonhar contigo
Que coisa perversa para dizer, nunca te sentiste assim
Que coisa perversa, fazer-me sonhar contigo e…

Quero apaixonar-me (este mundo vai partir-te o coração)
Não, quero apaixonar-me (este mundo vai partir-te o coração)
Por ti

O mundo estava a arder e ninguém podia salvar-me, excepto tu
É estranho o que o desejo faz aos patetas
Nunca sonhei amar alguém como tu
E nunca sonhei perder alguém como tu

Não, quero apaixonar-me (este mundo vai partir-te o coração)
Não, quero apaixonar-me (este mundo vai partir-te o coração)
Por ti (este mundo vai partir-te o coração)
Por ti (este mundo vai partir-te o coração)
Não, eeuuuuuuuuuuu (este mundo vai partir-te o coração)

Ninguém ama ninguém (este mundo vai partir-te o coração)
(este mundo vai partir-te o coração)


Tradução livre de Wicked Game, do Chris Isaak

Pronto Helena. Já cantei esta foleirice. Já tirei a cana do nariz. Já estou mais parecido com o Oscar de la Hoya a tentar passar por James Dean. É agora que aceitas ir comigo à praia fazer croquetes?

3 comentários:

flower power disse...

ainda bem que dizem que sonhar é bom...
continua e vê lá se não te molhas ;o)

Durão Barroso disse...

Sem comentários

fogacho disse...

pois...