terça-feira, dezembro 5

Levantada do chão

"Fiquei sem sapatos, a mala saltou-me do braço e fui a rebolar desde o rés-do-chão até à cave", Maria José Valério, in 24 Horas. Bem ditos tablóides da nossa praça, que nos fornecem esclarecimentos descurados pelas publicações de referência. Soube-se que a cantadeira revisteira, célebre pela madeixa verde-alface estampada sobre a lacada melena, deu um monumental tralho em casa, quando se aprimorava para levantar nos correios o vale da reforma. Diz a notícia que a animadora dos espectáculos sportinguistas tem o lado direito "todo dorido" e que pondera recorrer ao raio-x para um diagnóstico mais minuncioso sobre o estado da velha carcaça. A notícia, ou o Grande trambolhão, remete-nos para a triste constatação que os imortais também podem ser abatidos pelos imponderáveis de um quotidiano rasteiro... ou rasteira

3 comentários:

carla disse...

only you!
:)

Ao menos uma coisa boa, é SPORTINGUISTA!

SPORTING ALÉEEEEEEEEEEEEEEE LALALLALA

Anónimo disse...

O Sportinguista não cai. Escorrega graciosamente :)

anarquista disse...

LOLOLOL

Tem escorregado muito em passadeiras vermelhas 8-)