segunda-feira, julho 31

Paleio de gaja

Há uns tempos, entrei num estabelecimento comercial para adquirir uma maravilhosa estatueta para prenda de aniversário. A figura de Freud com duas mulheres nuas escarrapachadas na testa... Psst, você aí, importa-se de tomar atenção? Como eu ia dizendo, a transacção foi o melhor pretexto para a senhora do balcão descarregar frustrações, debitar teorias feministas e denegrir a espécie masculina. E não sei quê... os homens são todos iguais... só pensam nessas coisas... é só mulheres naquelas cabecinhas... pata-ti, pata-ta... Hei!! Sim, você... está a acompanhar o meu raciocínio?? Enfim, o meu gesto altruísta acabou por merecer o mais veemente repúdio de uma ressabiada. Ai o caraças... mas para onde é que está a olhar?? Adiante. Embrulhou a caixinha contrariada e não parava de lançar considerações menos abonatórias. Mau-maria... Estou aqui a falar para o boneco ou quê?? Já estava doidinho para me ir embora e... Mas afinal quem foi o engraçadinho que se pôs aqui a fantasiar com a Helena???

2 comentários:

Susana disse...

desfecho nojento? que é que aquilo teve de nojento? e não descrevi eu o que me saiu ventre fora, os gajos sempre são mt susceptíveis..

fogacho disse...

eu não sou susceptível... não posso é ver vomitado com pedacinhos de comida