segunda-feira, julho 10

Sobe, sobe, balão sobe

Estava aqui a ver o anúncio da nova água das pedras melão-hortelã (edição limitada) e lembrei-me quão discriminadas podem ser as pessoas pela fisionomia. Falo especificamente da mulher e das formas voluptuosas das fêmeas. Nos dias debochados de hoje, é mau ser-se vistosa. Quem é que está interessado num QI a rebentar a escala se, ligeiramente mais abaixo, duas glândulas se prestam a rebentar as costuras? Ora vide este exemplo que desencantei depois de me ter indignado com o anúncio da água das pedras. Esta senhora argentina, Sabrina Sabrok, passou ao lado de uma carreira na investigação da genética molecular. Se atentarem com o devido cuidado, podem descortinar no rosto linhas que denunciam sapiência de uma iluminada. Ora Deus equivocou-se nas proporções. Quando lhe fertilizava a massa cinzenta, deixou cair dois balões da festinha do miúdo Jesus e a rapariga ficou nestes modos. E agora vá lá conseguir convencer os proprietários dos laboratórios que precisa de suporte para o doutoramento. Oh sim, sim... aquecia-te é já esses frascos aqui com a lamparina de Bunsen

2 comentários:

Anónimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anónimo disse...

Parece-me que leste a bio da pessoa errada. Google "sabrina sabrok wiki"