domingo, agosto 6

Barrigadas de Colombo

Com o conluio do Instituto Nacional de Estatística, o Estado anda a pregar uma grande peta à comunidade. Queixam-se que a taxa de natalidade anda a cair a pique. Sinal dos tempos modernos e da emancipação feminina. Eu até acho bem que as senhoras tenham rebentado os grilhões das lides domésticas. Mas desconfio que a libertinagem lhes abriu os apetites e vai de emborcar melancias inteirinhas. Senhor primeiro-ministro, não tema pela reciclagem da população portuguesa. Vá dar um giro ao Colombo e faça as contas. Fazendo uma estimativa por alto, em cada dez mulheres a cirandar por lá, pelo menos umas seis estão a arrastar as barrigas pelos corredores. Outras duas deixaram o ventre materno há um par de semanas e já se vestem à Britney Spears. Uma é a minha Maria a salivar pelas montras e a sobejante é brasileira, tem uma bata creme e está a limpar os cinzeiros. Enquanto cuidamos em não ser abalrroados por uma barrigona, podemos facilmente deduzir que ainda há muito truca-truca a dilatar os abdominais das senhoras parideiras. Eu?!... Isto é da cerveja senhor leitor

2 comentários:

Woman disse...

No caso dos Homens as barrigadas devem-se mesmo à cerveja...

fogacho disse...

...e mariscadas de tremoços ;o)