domingo, agosto 27

Para ti, xuxu


Espreitas pelo ombro do vulto que te encobre
enquanto te sacias na fatia destemperada

Fitas de soslaio o mundo que desconheces
e retens a sombra de um pedaço de nada

São raizes brancas de um manto acobreado
que denunciam um tempo gasto e desgrenhado

A comédia revisteira de deboche salutar
em palavras de escárnio para... lamentar

5 comentários:

Woman disse...

Estou impressionada...

fogacho disse...

eu também me impressionei, mas depois habituei-me

teresa disse...

Uma paixoneta platónica, aí algures..?

fogacho disse...

teresa: nota-se muito?

Joana disse...

Avante Camarada, Avante.... Viva o PCP, viva.... PS= Odete, queres ser minha mãe? Mother in Red?