quinta-feira, agosto 17

Cat fight

Os homens dão ao outro. As mulheres tiram da outra. A ideia pode gerar alguma polémica, mas os contestatários têm bom remédio. Assistam a uma peleja de mulheres. Numa rixa masculina, dão-se galhetas, chapadas, carolos, murros e calduços. Uma desavença feminina pia mais fino e arrepia abundantemente os espectadores mais sensíveis. Arrancam-se cabelos, olhos, lóbulos e, por vezes, pêlos púbicos. Ou seja, a mulher subverte a reputação de uma boa briga. O conceito de guerrear é aleijar o próximo, não despoja-lo de pelosidades ou apêndices. Eu nunca vi uma mulher preocupada em aplicar uma certeira paralítica na adversária. Retenho imagens um pouco diferentes, como, por exemplo, meia melena de uma a desabrochar entre os dedos cerrados de outra. A t'shirt branca arrancada à força. A saia revolvida. As meias de cintas esventradas. As alças do soutien arrancadas à força bruta... Caraças, só acho mal que um ou dois galos moralistas apareçam sempre a tempo de evitar que as galinhas se depenem

2 comentários:

Woman disse...

E quando esses galos aparecem, aí é que se vê chapadas e muros em grande. Elas "engalfinham-se" até chegar quem tente apartar, e se quem vier for Homem esses sim é que levam a valer. Ainda não percebeste que gozo é acertar o passo a vocês machos?

Beijo

fogacho disse...

belo jogo de sedução, que arrisca uma careca maior que a do tony carreira. vcs lá sabem ;o)